Brasil: No PI Mutirão Da Esperança Camponesa Irá Construir Um Mapa Das Demandas

Animados e animadas pela certeza de que só um povo com consciência crítica da sua realidade pode efetivamente ser livre, é que o MPA no Piauí deu início ao Mutirão da Esperança Camponesa.

São mais de 20 coordenadores e coordenadoras de vários municípios que juntos põe a mão na construção de uma consciência crítica, juntos põe os pés nas estradas do Semiárido piauiense para debater temas como conjuntura política atual, violência contra as mulheres, papel da juventude camponesa, Programa Popular de emergência, além de dedicar um importante momento para construir o Mapa das Demandas de cada comunidade, a partir dos principais problemas enfrentados pelos camponeses e camponesas no Estado do Piauí.

Atividades com as crianças no Mutirão no PI. Foto: MPA

Atividades com as crianças no Mutirão no PI. Foto: MPA

As atividades com mulheres, jovens, crianças são realizadas ao longo de dois dias, incluindo atividades culturais como cinema na comunidade, peças teatrais onde os atores e atrizes são os próprios camponeses. No terceiro dia é apresentado o Mapa das Demandas ao Executivo e ao Legislativo em audiência pública.

“Tem sido gratificante ver que o povo está compreendendo o momento atual, que existe uma disputa na sociedade e que os pobres serão os mais prejudicados se não se organizarem e lutarem por seus direitos, claro que até esse sentimento ser transformado em ação concreta leva um tempo, mas a consciência crítica está formada. Há uma rejeição da Rede Globo, há uma condenação pública nas comunidades ao Michel Temer, pois ele representa a volta a um passado que ninguém quer viver”, explica a camponesa e dirigente do MPA, Maria Kazé.

Para a jovem camponesa e coordenadora do Coletivo de Juventude, Francisca Silva, “a pólvora que espalha o fogo da transformação é o povo, o Mutirão só está levando um pouquinho de fogo”.

Mutirão no Estado irá construir um mapa das demandas dos camponeses e camponesas do Movimento. Foto: MPA

Mutirão no Estado irá construir um mapa das demandas dos camponeses e camponesas do Movimento. Foto: MPA

Nos dois municípios visitados, Santa Cruz do Piauí e Itainópolis, foram visitadas aproximadamente 700 famílias camponesas de casa em casa, o que representa um total de mais ou menos 2500 pessoas.

Por Comunicação MPA

Posted in Uncategorized