Brasil: MPA Realiza a 3ª Escola Camponesa Da Memória

Com a participação de camponeses e camponesas do MPA de 13 Estados e parceiros, entre eles integrantes do MST, Levante Popular da Juventude, e Pastoral da Juventude Rural, o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), iniciou na noite desta terça-feira, 29/03, a 3ª Escola Camponesa da Memória. Está terceira edição está sendo realizada em Salvador, Bahia, e homenageia a luta de Carlos Marighela, com o tema: “A ação faz a Organização”.

A escola iniciava enquanto o sol terminará de se pôr, regada de muita mística e animação. Seguida da acolhida realizada pelo camponês e membro da coordenação nacional do MPA, Edivagner, que destacou a importância da realização da Escola, “é fundamental pois ela resgata a memória dos lutadores mortos em defesa dos direitos da Classe Trabalhadora, hoje damos sequência a luta dos revolucionários e olhar para o passado na perspectiva de observar a história e continuar a caminhada”, afirma Edivagner.

Essa2

Juventude de 13 Estados do MPA e de organizações parceiras. Foto: MPA

A jovens camponesa e dirigente do MPA, Rafaela Alves, por sua vez, fez um resgate histórico das Escolas Camponesa da Memória do MPA e de sua importância, destacando a importância da juventude nesse processo:

– “A juventude do MPA representa a revolução, por compreender o sujeito na criação da Revolução, estudar a memória, ver o passado para reconhecer a realidade e dar seguimento aos nossos passos, somos jovens convocados a fazer nossa organização crescer e construir a luta árdua rumo a Revolução. Estamos convocados a construir uma tarefa bonita, que exige esforço e compromisso para reviver a mística e construir a Revolução”, afirmou a jovem camponesa.

P4010047

Registro realizado da 2ª Escola Camponesa da Memória. Foto: MPA

É importante destacar que a 1ª Escola Camponesa da Memória foi realizada em Brasília no ano de 2014, onde os integrantes da Escola realizarão o escracho do Coronel do Exército Brasileiro, ex-chefe do DOI-CODI, Carlos Alberto Brilhante Ustra, falecido em 2016, e a 2ª Escola Camponesa da Memória foi realizada em Campina Grande, na Paraíba, realizada em 2015.

Por Comunicação MPA

Posted in Uncategorized