Brasil: MPA realiza Jornada De Lutas no Pará

Os camponeses e camponesas do MPA no Pará realizaram nesta semana a Jornada Estadual de Lutas, entre os objetivos estão dialogar com a população local e audiências com órgãos públicos sobre o fim da Violência no Campo, pela Regularização Fundiária Já e cesso a políticas públicas, Contra os agrotóxicos e contra as reformas do governo golpista golpistas, Michael Temer.

MPA no Pará em marcha. Foto: MPA

MPA no Pará em marcha. Foto: MPA

Mais de 300 pessoas no domingo, 20/08, à noite acamparam na Praça do Operário em São Braz, em Belém, onde deram início a jornada. Durante da semana foram realizadas marchas pela cidade e audiências com representantes do Instituto de Terras do Pará (ITERPA), Casa Civil, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agropecuário e de Pesca (SEDAP) e Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O Jovem camponês e dirigente do MPA, Mateus Moises, fala sobre a Jornada de lutas que o Movimento está realizando nessa semana no Estado. “Estamos realizando essa Jornada de Lutas no Estado em busca de Regulação Fundiária, contra todas as reformas desse governo ilegítimo, de Michel Temer, e também para dizer ao Governo do Estado que a violência no campo é fruto do descompromisso do Estado Brasileiro, que os camponeses precisam de acesso as políticas públicas”, explica o jovem camponês.

Foto: MPA

No ITERPA. Foto: MPA

“A gente construiu essa jornada de luta para mostrar nossa posição conta essa Reforma da Previdência, contra a Reforma Trabalhista e contra todas as reformas desse governo golpista que está querendo cada vez mais esmagar os trabalhadores do campo”, explica o camponês e coordenador do MPA, Lobão.

Lobão explica que entre os avanços da jornada estão o termo de cooperação entre os dois órgão reguladores de terras do Estado INCRA e ITERPA, que se comprometeram em regularizar as terras dos assentamentos do MPA no Estado.

No INCRA. Foto: MPA

No INCRA. Foto: MPA

Mateus lembra ainda, “que o MPA vem afirmando e construindo em todo Brasil neste ano o Mutirão da Esperança Camponesa e nós aqui no Estado estamos de braços dados para construir esse mutirão”. No Pará os camponeses e camponesas do Movimento formaram uma Brigada Estadual com mais de 20 militante para conduzir essa primeira fase do Mutirão da Esperança Camponesa com a participação de todas as regiões de atuação do Movimento.

 

 

Por Comunicação MPA

Posted in Uncategorized