Nota do MPA ao Povo Brasileiro: A burguesia assalta o poder para golpear a nação e o direito dos trabalhadores

13 de maio de 2016

mpa13may16.pngO Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) vem manifestar sua indignação com a admissão do processo de impeachment e o afastamento temporário da Presidenta Dilma Rousseff promovido pelo Senado Federal no dia ontem. A decisão fere a soberania popular e rompe com o pacto constitucional de 1988.

 É um Golpe!

O Golpe tem por objetivo fazer ascender forças políticas no Brasil – PSDB, PMDB, DEM entre outros – alinhadas aos interesses imperialistas dos Estados Unidos que busca recolonizar a América em vistas de desmontar as economias nacionais, subordinar os povos e saquear suas riquezas.

O Golpe é patrocinado pelo que há de elitista e conservador da sociedade brasileira: o agronegócio e as federações de indústria e suas respectivas lumpemburguesia. Operou via judiciário e se lastreou através do Partido da Imprensa Golpista: Rede Globo, Folha de São Paulo, Estadão e seus comparsas em nível estaduais e municipais.

É um Golpe ao maior símbolo da Soberania Nacional, a PETROBRAS, ao Pré-Sal e ao Fundo Soberano, passaporte para educação pública e de qualidade e a manutenção e melhoria do Sistema Único de Saúde – SUS.

É um Golpe nos BRICS e na política externa brasileira de formar um novo bloco econômico capaz de alavancar a economia dos países emergentes.

É um golpe aos direitos históricos dos trabalhadores, à sua soberania, e às políticas sociais conquistadas no último período.

Com o habitual cinismo dos traidores e desfaçatez dos usurpadores Michel Temer assumiu o governo e compôs seu ministério com homens brancos, e com trajetória vinculados às elites. Vários investigados na operação Lava-Jato. Extinguiu vários ministérios, entre eles o Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, o Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, e o Ministério da Cultura, entre outros. Em seu primeiro e pálido discurso, afirmou a agenda política da reforma de previdência e trabalhista.

A lumpemburguesia brasileira demonstra que o pacto de conciliação de classes acabou e que quem vai pagar a conta da crise são os trabalhadores.

Estão dispostos a desmoralizar e criminalizar os que se opuserem.

Neste momento o MPA convoca todo o povo brasileiro a resistir em luta. Convoca sua militância a unidade e estar firme na construção da Frente Brasil Popular, lutar com todas as forças junto dos movimentos populares, centrais sindicais, partidos de esquerda e democráticos na luta cotidiana em todas frentes de luta contra o governo ilegítimo, antipopular e Golpista e Michel Temer.

É trincheiras nas roças, nas estradas, praças e fábricas na luta contra golpismo e pelo restabelecimento da soberania popular.

Nenhum passo atrás! Golpistas não passarão!!!

Brasília 13 de Maio de 2016.
Direção Nacional do MPA.

Posted in Uncategorized